Cultura

Home/ Notícias Online/ Cultura/ Homens de Solas de Vento

Homens de Solas de Vento

Publicada em : 29/03/2012

Sem texto, os atores utilizam técnicas da arte circense para contar uma história que aproxima a vida de dois estranhos


Entre acrobacias, trapézio, redes, teatro físico e movimentos ora cômicos ora poéticos, o espetáculo Homens de Solas de Vento, da Cia. Solas de Vento, chega aos palcos do Teatro Cacilda Becker para temporada a partir de 13 de abril, sexta-feira, às 21 horas. Sob direção de Rodrigo Matheus - fundador do Circo Mínimo – a dupla de atores, que são circenses e bailarinos, Bruno Rudolf e Ricardo Rodrigues, alternam cenas cômicas e momentos imagéticos para contar a história de dois estrangeiros presos na sala de imigração de um aeroporto.

Na trama, os atores vivem dois viajantes que foram detidos na alfândega e são forçados a conviver por algum tempo em um saguão. Impossibilitados de seguir seus caminhos, os personagens tentam se instalar contando apenas com sua própria mala, um objeto que abre um universo cheio de imaginação. Sem uso da palavra, a Cia. Solas de Vento utiliza técnicas de circo, dança, encenação e teatro físico para contar uma história que aproxima a vida desses dois estranhos.

Bruno Rudolf e Ricardo Rodrigues contam com um entrosamento de uma parceria que iniciou em 2004, na cidade de São Paulo. O trabalho da dupla gerou uma manifestação artística que explora a fundo as possibilidades do circo, da dança e do teatro. Eles também já encenaram Os Perdidos – com direção de Kris Niklison - e A Volta ao Mundo em 80 Dias, trama inspirada na aventura de Júlio Verne, que faturou os Prêmios APCA 2011 de direção para Carla Candiotto e melhor ator para Bruno Rudolf.

A temporada é apresentada pela Usiminas e tem co-patrocínio da Te Connectivity e apoio da Razzo. Um projeto aprovado pelo Governo do Estado de São Paulo, Secretaria de Estado da Cultura e Programa de Ação Cultural 2011.

PARA ROTEIRO:
HOMENS DE SOLAS DE VENTO – Reestreia dia 13 de abril, sexta-feira, às 21 horas, no Teatro Cacilda Becker. Criação e Atuação: Bruno Rudolf e Ricardo Rodrigues. Direção: Rodrigo Matheus. Trilha Sonora: Marcelo Lujan. Iluminação: Douglas Valiense e Maria Druck. Orientação de Arte: Luciana Bueno. Orientação Circense: Erica Stoppel. Orientação Coreográfica: Adriana Grecchi. Orientação Técnica: Alex Marinho. Operação de luz: Maria Druck. Operação de Som: Luana Alves. Produção: Aymberê Produções Artística Ltda. Gestão Cultural: Doble Cultura + Social. Programação Visual: Sato – casadalapa. Duração: 60 minutos. Temporada: Sextas e Sábados às 21hs e Domingos às 19hs. Atenção – Haverá sessões grátis dias 3 e 10 de maio, quinta-feira, às 21h. Temporada: Até 20 de maio. Preço: R$ 10,00 (inteira) e R$ 5,00 (meia). Classificação: 12 anos. Capacidade: 198 lugares.
TEATRO CACILDA BECKER - Rua Tito, 295 - Lapa - São Paulo. Telefone – (11) 3864-4513. Bilheteria: Terça a domingo, das 14h às 19h30. Em dias de espetáculo, a bilheteria funciona até 20 minutos após o início da sessão. Tem ar condicionado. Tem acesso para deficientes físicos.

Fonte:Arteplural Comunicação