Cultura

Home/ Notícias Online/ Cultura/ As Folhas do Cedro

As Folhas do Cedro

Publicada em : 29/03/2012

Peça ganhou o Prêmio APCA 2010 de Melhor Autor e fez duas temporadas em São Paulo com sucesso de público e crítica


A história de “As Folhas do Cedro” é narrada pela Filha de um casal de imigrantes libaneses, na São Paulo de hoje, que revisita suas origens, procurando sua identidade. Para tanto, por meio de sua memória e imaginação, transporta-se ao Amazonas, nos anos 70, época em que a Mãe fora buscar o marido que trabalhava como empreiteiro de obras na construção da estrada Transamazônica, durante a ditadura militar.

Identificada com a busca da Mãe, a Filha procura desvendar a figura do Pai e confronta-se com as demais personagens (um Empreiteiro carioca, uma Gerente alemã e uma Nativa amazonense). A peça contrapõe o progresso - representado pelo Pai - à tradição - representada pela Mãe. A Filha procura se integrar entre esses dois extremos. A personagem Menina representa a ancestralidade da Filha; ora é a própria Filha, ora a Mãe, ora os antepassados da família, que viveram no Líbano.

A encenação
O diretor/autor Samir Yazbek trabalha as personagens em um plano simbólico, como se fossem arquétipos de uma mitologia pessoal. Tais arquétipos (Pai/Helio Cicero; Mãe/Daniela Duarte; Empreiteiro/Douglas Simon; Gerente/Rafaella Puopolo; Nativa/Mariza Virgolino; Menina/Marina Flores) se mantêm em cena do início ao fim do espetáculo, interagindo entre si e com a narradora, ora como criaturas da Filha, ora como criadores.

Um vasto material de pesquisa relacionado à cultura libanesa, à construção da estrada Transamazônica e às tradições de povos antigos do Oriente, estimulou o processo de criação do espetáculo – sua linguagem amadureceu ao longo dos ensaios, através de workshops realizados pelos atores a partir das linhas temáticas da peça, como as raízes fenícias, a modernidade, além da vocação humana de ouvir e contar histórias.

Segundo Yazbek, “a cenografia e o figurino instauram uma atmosfera que nos remete à vastidão da floresta amazônica, se desdobrando na paisagem desértica dos países árabes, aludida como metáfora da condição humana. A trilha sonora oscila entre a música oriental e a ocidental, revelando uma narradora dividida entre o arcaico e o contemporâneo. A iluminação estabelece a distinção entre a realidade e a imaginação, pontuando o percurso dramático da Filha”.

Ficha técnica
Espetáculo: "As Folhas do Cedro”
Com a Companhia Teatral Arnesto nos Convidou
Autor e diretor: Samir Yazbek
Elenco: Helio Cicero, Daniela Duarte, Douglas Simon, Gabriela Flores, Mariza Virgolino, Rafaella Puopolo e Marina Flores (criança)
Preparador de atores: Antônio Januzelli (Janô)
Cenógrafa e figurinista: Laura Carone e Telumi Hellen
Compositor de trilha sonora original: Marcello Amalfi
Iluminador: Domingos Quintiliano
Iluminador assistente: Osvaldo Gazotti
Assistente de direção: Izabel Hart
Operador de som: Vinícius Andrade
Operador de luz: Osvaldo Gazotti
Pintor de arte: Juvenal Irene
Costureira cenográfica: Oneide Cauduro
Costureira de figurino: Judite de Lima e Salete André da Silva
Professora de língua árabe: Aida Hanania
Professora de dança árabe: Angélica Rovida
Programadora visual: Juliana Vinagre
Fotógrafo: Fernando Stankuns
Assistentes de produção: Marcela Sanchez Cappabianco e Raquel Médici Biondi
Diretora de produção: Silvia Marcondes Machado
Administradora: Mecenato Moderno
Apoio: ProAc, Programa de Ação Cultural do Governo do Estado de São Paulo, Secretaria da Cultura.

Serviço
Dia 30 de março – sexta-feira – às 18h e às 20h
Local: Teatro Metrópole
Rua Duque de Caxias, 312 – Centro – Taubaté/SP - Telefone: (12) 3624-5915
Ingressos: R$ 5,00 (inteira) e R$ 2,50 (meia)
Classificação etária: 12 anos. Gênero: Drama. Duração: 60 min.
Capacidade: 565. Ar condicionado. Acesso universal.
No dia da apresentação será vendido o livro "As Folhas do Cedro" (Ed. Terceiro Nome). R$29,00

Fonte:Verbena Comunicação