Cultura

Home/ Notícias Online/ Cultura/ A Serpente

A Serpente

Publicada em : 08/11/2011

A trama gira em torno de um triângulo amoroso formado pelas irmãs e o marido de Guida

Em tons de azul, violeta, roxo e rosa, a luz compõe a atmosfera da trama, cria ambientes distintos e marca a passagem de tempo. No som, os artistas impressionistas Erik Satie, Gabriel Fauré e Claude Debussy ajudam a criar a atmosfera de sedução. No palco, personagens sugados por uma torrente de desejos contracenam em meio a uma cama, uma escada, o para-peito e um gira-gira de parque de diversões. 

A Serpente, última peça escrita por Nelson Rodrigues, em 1978, conta a história de duas irmãs, Lígia (Daniela Rocha Rosa) e Guida (Eloísa Vitz), que vivem no mesmo apartamento com seus respectivos maridos, Paulo (Elam Lima) e Décio (Diogo Pasquim). Cúmplices e muito íntimas, casaram-se no mesmo dia, na mesma igreja e com o mesmo padre. Uma relação de intimidade ingênua, misteriosa e perigosa. Completa a ação a personagem Crioula (Laura Vidotto), a emprega da casa, espécie de personificação da sexualidade - já que é com ela que Décio conhece o prazer. Como ele diz, “a crioula das ventas triunfais”.

A trama gira em torno de um triângulo amoroso formado pelas irmãs e o marido de Guida. Lígia é sexualmente infeliz. Ainda virgem depois de quase um ano de casada, desfaz seu relacionamento e pensa em morrer. Para ajudar a irmã, Guida sugere a Lígia passar uma noite com seu marido. A partir daí, estabelecem-se os conflitos. É delineado um triângulo amoroso capaz de alcançar todos os extremos.

O Gattu - que já encenou 11 peças e realizou 18 temporadas - costuma montar textos de autores nacionais, "obras de fundamental importância para a cultura nacional, como Jorge Andrade e Artur Azevedo". Trabalha com pesquisa de linguagem teatral, imprimindo uma leitura cênica dinâmica, estética marcante e humor inteligente. O grupo tem sede no Teatro Gil Vicente, instalado na Uniban, na avenida Rudge, 315, Campos Elíseos, no centro da cidade de São Paulo.

Ficha Técnica
Texto – Nelson Rodrigues
Direção – Eloísa Vitz
Assistência de direção – Daniela Rocha Rosa
Elenco - Eloísa Vitz, Daniela Rocha Rosa, Elam Lima, Diogo Pasquim e Laura Vidotto

Para roteiro:
A Serpente
Até 18 dezembro
Censura – 16 anos
Duração – 70 minutos
Teatro Gil Vicente – Avenida Rudge 315, Campos Elíseos
Sábados às 21h e domingos às 20h. Bilheteria abre com 2 horas de antecedência
Capacidade - 155 lugares
Informações - 3618.9014

Fonte:Arteplural