Cultura

Home/ Notícias Online/ Cultura/ ABCDança

ABCDança

Publicada em : 03/05/2017

A 12ª edição tem programação até 28 de maio

Helon Hori
Em sua 12ª edição, o Projeto ABCDança circula pelas cidades do ABCD Paulista e capital São Paulo, propondo uma diversificada programação de dança em seus múltiplos estilos, que envolve espetáculos, intervenções, cursos, oficinas, fóruns e diálogos. A programação acontece entre abril e maio e todas as atividades são gratuitas.

A programação de espetáculos e oficinas – que teve início no dia 19 de abril, em Diadema – segue até o dia 28 de maio, passando por Mauá (Espaço das Oficinas e Praça 22 de Novembro), Rio Grande da Serra (Teatro Municipal de Rio Grande da Serra), São Bernardo do Campo (Escola Prof. Paulo Bugni e Centro Livre de Artes Cênicas), Ribeirão Pires (Praça Vila do Doce e Centro Cultural - Escola de Dança), Santo André (Sesc Santo André, Praça do Carmo, Teatro Municipal de Santo André e Centro de Dança de Santo André), São Caetano do Sul (Teatro Paulo Machado de Carvalho, Sesc São Caetano e Fundação das Artes de São Caetano do Sul) e São Paulo (Centro Cultural São Paulo).

O ABCDança 2017 é uma iniciativa da Associação Projeto Brasileiro de Dança, tendo apoio do ProAC (Festivais de Artes) da Secretaria de Estado da Cultura de São Paulo, Prêmio FUNARTE de Dança Klauss Vianna, prefeituras das cidades envolvidas, Sesc Santo André e Sesc São Caetano do Sul.

Mostra Ivonice Satie

Nas edições recentes do ABCDança constatou-se a crescente demanda de artistas e coletivos artísticos de dança iniciando trabalhos de pesquisa corporal e coreográfica, assim como grupos já existentes emergindo e intensificando seu trabalho na região, em busca de difusão e visibilidade. Com o intuito de aperfeiçoar e ampliar a realidade da dança local, esta edição traz a Mostra Ivonice Satie, voltada aos grupos independentes que apresentam intervenções curtas, exclusivamente da região do ABCD paulista. A mostra aconteceu no dia 20 de abril, no Teatro Clara Nunes, no Centro Cultural Diadema, e também fecha a programação nos dias 28 e 29 de maio, no Centro Cultural São Paulo.

Os grupos que compõem a Mostra Ivonice Satie recebemapreciação crítica de um profissional da dança convidado pelo projeto. Com a realização desta mostra o Projeto ABCDança reforça seu compromisso com o fortalecimento da dança na região do ABCD paulista, além de homenagear esta artista que foi uma das grandes incentivadoras da dança no Brasil. Com sua visão vanguardista Ivonice proporcionou amplo acesso e universalização à linguagem da dança.

Programação – ABCDança 2017
Ingressos: grátis


Cidade: Mauá

Local: Espaço das Oficinas
Rua dos Bandeirantes, 611 - Vila Bocaina. Mauá/SP

27 de abril. Quinta-feira, às 19h
Espetáculo: Como (Des)construir um Macho
Grupo: Biz Cia de Dança

Sinopse: Ao buscar se libertar do cárcere da opressão e repressão, o homem mergulha dentro de si e manifesta seu lado mais sensível, mais frágil, mais obscuro, mais incerto, mais humano e talvez o mais belo.

Ficha Técnica: Direção: André Bizerra. Coreografia e figurino: elenco.  Iluminação: Juliana Morimoto. Sonoplastia: Flávia Borsani. Elenco: André Bizerra, Guilherme Akio, Marília Costa, Paula Sanchez r Leo Oliveira. Classificação: 14 anos. Duração: 45 min.

Local: Praça 22 de Novembro (próximo ao Terminal de Mauá)
Intervenção em espaços públicos

Dia 4 de maio. Quinta-feira, às 16h
Espetáculo: Novos Experimentos
Grupo: iNSAiO Cia de Arte

Sinopse: Limite passível de atravessamentos e vertigens, camadas que trilham pelos espaços. As diferentes grafias o movimento escreve como matéria-prima de experimentação e decifração de desejos. Neste contexto a coreografia acontece em jogo: o corpo se reorganiza a partir dos espaços. E a paisagem ganha novas dinâmicas.

Ficha técnica: Direção geral: Claudia Palma. Música original e ao vivo: Ramiro Murillo. Produção: Cristiane Klein (Dionísio Produção Cultural). Assistência de produção: Cristina Ávila. Elenco: Claudia Palma, Cristina Ávila, Natalia Franciscone, Renato Vasconcellos e Carolina Canteli (convidada). Classificação: Livre. Duração: 45 min.

OFICINAS
Local: Espaço das Oficinas
Rua dos Bandeirantes, 611 - Vila Bocaina. Mauá/SP
Inscrições: abcdanca@apbd.org.br ou no local.
Público alvo: bailarinos, estudantes de artes cênicas e interessados em geral.

27 de abril. Quinta-feira, das 17h às 19h  
Oficina/Fórum: Dança Brasileira: da Tradição a Contemporaneidade
Com: Roges Doglas e Cláudia Nwabasili

Conteúdo: A oficina Dança Brasileira: da Tradição a Contemporaneidade propõe compartilhar ferramentas corporais baseadas no diálogo entre as danças brasileiras e a dança contemporânea. Por meio de jogos e sequencias coreográficas, Roges Doglas e Cláudia Nwabasili, procuram explorar a capacidade técnica e expressiva dos participantes. Classificação: 14 anos.

5 de maio. Sexta-feira, das 18h às 20h
Oficina: Para Ir - Danças Afro-brasileiras
Com: Mariana Ramos da Silva

Conteúdo: As danças populares brasileiras estimulam os questionamentos daqueles que as vivenciam, pesquisam e reproduzem para compreender a si mesmo e a formação popular cultural do Brasil e suas características singulares com suas histórias e narrativas. É comum dizer que “se brinca” a cultura popular brasileira, por meio de festejos, danças, músicas e encenações. Esse “brincar” a cultura brasileira e suas manifestações cria uma relação de descobrir-se pelo do prazer, uma relação de diferentes percepções e sentidos associados às vivencias culturais. E essa busca ocorreu há séculos e ocorre até hoje, graças às miscigenações com contribuições africanas, europeias e indígenas. Na oficina, os participantes têm contato com temas e danças populares como maracatu, jongo, coco, batuque de umbigada, frevo, caboclinho, cavalo marinho e dança afro. Classificação: Livre.

Cidade: Rio Grande da Serra

Local: Teatro Municipal de Rio Grande da Serra
Complexo Educacional Primeira Dama Zulmira Jardim Teixeira
Rua Dom Pedro l, s/n – Centro. Rio Grande da Serra/SP

30 de abril. Domingo, às 19h
Espetáculo: Sob a Pele
Grupo: T.F. Style Cia de Dança

Sinopse: Existo. E, na pele, minha existência concretiza-se em constante relação entre corpo e cidade. Pele. O maior órgão do corpo humano. Sensível ao toque e à temperatura. Por ela transpiro, sinto prazer, respiro... Nela carrego minhas memórias, lugar onde se imprimem marcas, cicatrizes. E o tempo. Protege meu interior, delimita minha relação com o ambiente. Quais sensações meu corpo percebe potencializadas pela cidade? Quais opressões, medos e angústias o ambiente urbano me proporciona? Esta obra busca refletir sobre as várias percepções sentidas, profundamente, sob a pele.

Ficha técnica: Direção geral: Igor Gasparini. Concepção coreográfica: Igor Gasparini. Direção rtística: Frank Tavantti. Provocações: Isis Gasparini, Robson Ferraz e Thiago Alixandre. Figurino: David Schumaker. Desenho de Luz: Gabi Araújo. Elenco: Arthur Alves, Bruna Sant’Anna, Helon Hori, Igor Gasparini, Isis Gasparini, Luiz Paulo Raguza, Marcia Marcos, Marcos Werneck, Mayara Rosa e Natália Moura. Iluminação/Sonoplastia: Natália Peixoto. Produção: Jéssica Alonso. Classificação: 14 anos. Duração: 50 min.

OFICINA
Local: Teatro Municipal de Rio Grande da Serra
Complexo Educacional Primeira Dama Zulmira Jardim Teixeira
Rua Dom Pedro l, s/n – Centro. Rio Grande da Serra/SP
Inscrições: abcdanca@apbd.org.br ou no local.
Público alvo: bailarinos, estudantes de artes cênicas e interessados em geral.

30 de abril. Domingo, das 10h às 12h
Oficina: Dança Urbana Contemporânea
Com: Igor Gasparini

Conteúdo: A pesquisa do T.F. Style Cia de Dança tem se debruçado na busca de um pensamento contemporâneo sobre o hip hop. A ideia é refletir sobre matrizes, bases, técnicas, códigos, autoria. Essa reflexão acontece tanto em conversas e debates como na prática, por meio de laboratórios, criações e improvisações, que têm seus disparadores diversificados pelo orientador na oficina em questão. Classificação: 14 anos.

Cidade: São Bernardo do Campo

Local: Escola Prof. Paulo Bugni
Rua Dr. Fláquer, 824 – Centro. São Bernardo do Campo/SP

5 de maio. Sexta-feira, às 16h
Espetáculo: Frestas do Olhar
Grupo: Cia. Dança Sem Fronteiras

Sinopse: A Cia Dança Sem Fronteiras – que é formada por interpretes com e sem deficiência -, tendo como enfoque sua pesquisa sobre a visão e a criação de um novo olhar, criou o espetáculo itinerante Frestas do Olhar. A montagem investiga as relações entre o espaço corporal e o urbano, as singularidades das estruturas corporais e seus movimentos como forma de estabelecer relações com o outro e com o ambiente ao redor. A Cia tem como base o princípio de que não há um corpo certo ou errado, mas sim um corpo único.

Ficha técnica: Direção e coreografia: Fernanda Amaral. Cenografia: David Shumaker. Figurino: David Schumaker. Sonoplastia: Flávio Rubens e Pedro Romão (músicos). Elenco: Fernanda Amaral, Camilla Rodrigues, Jaqueline de Souza, Beto Amorim, Lucineia dos Santos, Ícaro Rodrigues, Juliana Tarumoto e Gabriel Sousa. Classificação: Livre. Duração: 55 min.

Local: CLAC (Centro Livre de Artes Cênicas)
Praça São José, 240 - Baeta Neves. São Bernardo Do Campo/SP

6 de maio. Sábado, às 19h
Espetáculo: Tentativas Contra o Vento
Com: Chico Lima

Sinopse: Tentativas Contra o Vento é uma prece circular, uma evocação de uma visão. A transmissão de uma mensagem captada pelo corpo. Uma tentativa alquímica de transformar a matéria corpo em outra coisa, entregar-se ao vento, aprender a permanecer e seguir.

Ficha técnica: Direção e coreografia: Chico Lima. Elenco: Chico Lima. Figurino: Leandro Benites. Iluminação: Cauê Gouveia. Sonoplastia: Tiago de Mello. Classificação: Livre. Duração: 40 min.

6 de maio. Sábado, às 20h
Espetáculo: Alavancas e Dobradiças
Grupo: Grupo de Dança Célia Gouveia

Sinopse: A partir das ambiguidades do nosso tempo, Alavancas e Dobradiças questiona a proliferação atual dos relatos pessoais cênicos ao mesmo tempo em que promove também um desses relatos, a partir da pergunta "o que é a dança para você?". Lança reflexões e apresenta um combinado de extratos coreográficos de Célia Gouvêa, que interpreta esta peça de dança.

Ficha técnica: Direção, coreografia e cenografia: Célia Gouvêa. Figurino: Célia Gouvêa. Iluminação: Rafael Petri. Elenco: Célia Gouvêa. Classificação: Livre. Duração: 40 min.

7 de maio. Domingo, às 18h
Espetáculo: Dois Olhos Um Risco
Grupo: Grupo Art’e

Sinopse: O quadro O Grito (1893), do norueguês Edvard Munch, inspirou atmosfera de chegada e partida cíclica: corpos lançados a campos concretos e sinestésicos. A vida e a morte como polos de início e fim revelam à cena o meio, e suas camadas de incertezas e decisões. O grito que atravessa os corpos, latente e sutil, provoca a reflexão ante a individualidade humana, seus medos e angústias; sua inquietude diante a ideia da finitude.

Direção: Renato Alves. Coreografia: Zezinho Alves e Renato Alves. Cenografia e figurino: Grupo Art’e. Iluminação e sonoplastia (concepção e pperação): Zezinho Alves e Renato Alves. Elenco: Ariana Macedo, Nilson Rodrigues e Piu Dominó. Classificação: 14 anos. Duração: 40 min.

OFICINA / FORUM
Local: CLAC (Centro Livre de Artes Cênicas)
Praça São José, 240 - Baeta Neves. São Bernardo Do Campo/SP
Inscrições: abcdanca@apbd.org.br ou no local.
Público alvo: bailarinos, estudantes de artes cênicas e interessados em geral.

6 de maio. Sábado, das 16h às 18h
Oficina: Respirar Junto, Vibrar e Mover
Com: Beatriz Sano

Conteúdo: Respirar juntos e estar conectados em vibração: este é o ponto de partida para o encontro. A partir dos princípios básicos da técnica corporal japonesa seitai-ho e de exercício de improvisação em dança a oficina conduz a caminhos possíveis para a criação e conhecimento do corpo. Classificação: 14 anos.

7 de maio. Domingo, das 19h às 21h
Fórum: Danças Contemporâneas: para além da primeira margem
Com: Gal Martins

Conteúdo: Encontro do Fórum Permanente de Danças Contemporâneas: Corporalidades Plurais que, dentro da programação do ABCDança, propõe ampliar o debate acerca das estéticas, poéticas e políticas das danças contemporâneas refletidas, criadas e produzidas nos municípios do estado de São Paulo. Classificação: 14 anos.

Cidade: Ribeirão Pires

Local: Praça Vila do Doce
Rua Boa Vista, S/N – Centro. Ribeirão Pires/SP

7 de maio. Domingo, a partir das 14h
Palco Livre
Espetáculos: Palco ao ar livre montado nas dependências do Centro Cultural Diadema, para apresentações de espetáculos diversos.

Sinopse: Aos grupos e artistas interessados em mostrar seu trabalho no Palco Livre, inscrições pelo email abcdanca@apbd.org.br ou no local.

7 de maio. Domingo, às 15h
Espetáculo: An.dor
Grupo: Cia. As Marias

Sinopse: Espetáculo de dança contemporânea, livremente inspirado nos imaginários poéticos da cidade de São Bernardo do Campo, que vai tecendo e construindo de forma não linear sua trama de sentidos pelos espaços de passagem, reinventando a cidade que habitamos.

Ficha técnica: Direção e coreografia: Cristiane Santos. Cenografia e figurino: Patrícia Santos. Elenco: Cibele Mateus, Cristiane Santos e Patrícia Santos. Classificação: Livre. Duração: 40 min.

OFICINA
Local: Centro Cultural - Escola de Dança
Rua Yutaka Ishihara, 218 – Centrp. Ribeirão Pires/SP
Inscrições: abcdanca@apbd.org.br ou no local.
Público alvo: bailarinos, estudantes de artes cênicas e interessados em geral.

11 de maio; Quinta-feira, das 17h às 19h
Oficina: Das Imagens aos Corpos às Imagens aos Corpos
Com: Cristina Ávila

Conteúdo: A oficina propõe transitar por possibilidades de transposição de materiais visuais (fotografias, desenhos, vídeos) para a dança, a partir da escolha de alguns elementos que os participantes considerem significativos. Com isso, experimentar a fusão dessas formas de expressão artística, desdobrando em um pequeno exercício cênico em dança e, paralelamente, na criação de novos materiais visuais. Classificação: 14 anos.

Cidade: Santo André

Local: Sesc Santo André
Rua Tamarutaca, 302 - Vila Guiomar. Santo André/SP

20 de maio. Domingo, às 16h
Espetáculo: Mané Gostoso
Grupo: Ballet Stagium

Sinopse: Com o objetivo de resgatar as raízes brasileiras, o Ballet Stagium e o grupo musical Quinteto Violado trabalharam juntos na concepção de Mané Gostoso, em 2007. Dez anos após a concepção, o espetáculo continua com o mesmo frescor, misturando popular e erudito, apoiado na vigorosa coreografia assinada por Décio Otero, na direção cênica de Marika Gidali e nas músicas gravadas especialmente para o espetáculo pelo grupo pernambucano. Mané Gostoso é genuinamente nacional e de forte identidade nordestina, marcado pelo bom-humor, pela grandeza poética e pela simplicidade.  O título faz alusão ao boneco feito em madeira – brinquedo infantil encontrado nas feiras nordestinas – que tem pernas e braços movimentados por cordões. A partir desse brinquedo e da música imortalizada por Luiz Gonzaga o Ballet Stagium mostra a versatilidade do povo brasileiro.

Ficha técnica: Coreografia: Décio Otero. Direção teatral: Marika Gidali. Criação de luz: Décio Otero e Edgard Duprat. Trilha gravada: Quinteto Violado. Sonoplastia: Marcelo Aharon Jannuzzi. Figurino e cenário: Márcio Tadeu.  Fotografia: Arnaldo J. G. Torres.  Produção: Fabio Villardi. Bailarinos: Ariadne Okuyama, Raquel Gattermeier, Luiza Vilaça, Eugenio Gidali, Marcos Palmeira, Angélica Bueno, John Santos, Gustavo Lopes, Pedro Camargo, Roberta Vital, Júlia Carvalho e Victor Ramos. Classificação: Livre. Duração: 60 min.

Local: Praça do Carmo, S/N – Centro. Santo André/SP

23 de maio. Terça-feira, às 17h
Espetáculo: Encruzilhada
Grupo: Fragmento Urbano

Sinopse: Encruzilhada é um espetáculo de dança sobre a atualidade, a ressignificação da ancestralidade, os espaços urbanos e a propostas de numa nova consciência corporal e política. Em movimentos, propõe um ato de resistência das periferias, dos mestres da cultura popular e do hip hop, pouco reconhecidos.

Ficha técnica: Direção: Douglas Iesus. Coreografia e cenografia: Fragmento Urbano. Figurino: Denise Guilherme e Fragmento Urbano. Sonoplastia: Diego Castro. Elenco: Anelise Mayumi, Douglas Iesus, Juliana Sanso, Luan Afonso de Assis e Tiago Silva. Classificação: Livre. Duração: 50 min.

Local: Teatro Municipal de Santo André “Antônio Houaiss”
Praça IV Centenário, S/N – Centro. Santo André/SP

23 de maio. Terça-feira, às 20h
Espetáculo: Céu de Espelhos
Com: Samuel Kavalerski e Irupé Sarmiento

Sinopse: Inspirados pelos Beatles e por Lewis Carroll, Irupé Sarmiento e Samuel Kavalerski criam Céu de Espelhos, uma dança que parte do cruzamento entre os personagens e as imagens da psicodélica canção Lucy in the Sky with Diamonds e dos livros Alice no País das Maravilhas e Através do Espelho. A obra segue o caminho impreciso dessas duas histórias para se perder na sua referência surrealista e apresentar ao público a possibilidade de “novos mundos”.

Ficha técnica: Direção: Samuel Kavalerski. Coreografia e cenografia: Irupé Sarmiento e Samuel Kavalerski. Figurino: Antonio Bizarro. Iluminação: Silviane Ticher. Sonoplastia: Fernando Martins. Elenco: Irupé Sarmiento e Samuel Kavalerski. Classificação: Livre. Duração: 70 min.

OFICINA
Local: Centro de Dança de Santo André
Rua Dr. Eduardo Monteiro, 410 - Jardim Bela Vista. Santo André/SP
Inscrições: abcdanca@apbd.org.br ou no local.
Público alvo: bailarinos, estudantes de artes cênicas e interessados em geral.

18 de maio. Quinta-feira, das 19h às 21h
Oficina: A Expressividade do Movimento na Construção de Personagens
Com: Irupé Sarmiento

Conteúdo: Um convite ao mergulho no universo onírico de Lucy e Coelho em Céu de Espelhos: orientados pela intérprete Irupé Sarmiento, os participantes serão convidados a experimentarem a criação dos personagens da obra Céu de Espelhos, explorando suas possibilidades do movimento dançado e expressivo. Classificação: 14 anos.

OFICINA
Local: Sesc Santo André
Rua Tamarutaca, 302 - Vila Guiomar. Santo André/SP
Inscrições: abcdanca@apbd.org.br ou no local.
Público alvo: bailarinos, estudantes de artes cênicas e interessados em geral.

19 de maio. Sábado, das 14h às 17h
Oficina: Masterclass
Com: Marika Gidali e bailarinos do Ballet Stagium

Conteúdo: Através do corpo e técnicas de dança, a oficina promoverá um diálogo entre pesquisa/ação e reflexões sobre a dança no Brasil e a trajetória dos 46 anos do Ballet Stagium. Classificação: 14 anos.

Cidade: SÃO CAETANO DO SUL

Local: Teatro Paulo Machado de Carvalho
Al. Conde De Porto Alegre, 840 - Santa Maria. São Caetano do Sul/SP

21 de maio. Domingo, às 19h
Espetáculo: Breve Compêndio para Pequenas Felicidades e Satisfações Diminutas
Grupo: Núcleo de Pesquisas Mercearia de Ideias

Sinopse: Para criar seu Breve Compêndio para Pequenas Felicidades, o grupo dirigido por Luiz Fernando Bongiovanni, resolveu conversar. A ideia fundamental foi trocar experiências entre os integrantes do grupo e se perguntar, por várias perspectivas, o que traz a felicidade? Desacelerar, escolher, relacionar, pertencer, acolher, tocar, são algumas ações que apareceram nas discussões que o grupo realizou. Qual é a felicidade, ainda que efêmera, que dá sentido à vida? A partir dessa indagação, o grupo também se pôs a pensar quais os obstáculos e impedimentos que nos atravessam? “A pesquisa parte de vivências e experiências de cada  artista, como cada um busca a felicidade e quais os entraves que encontra. A partir daí, foi elaborada uma lista, um breve compêndio, que apresenta no âmbito cênico uma manifestação”.

Ficha técnica: Direção e coreografia: Luiz Fernando Bongiovanni. Cenografia: Oswaldo Lioi. Figurino: Nayara Saez. Iluminação: Ligia Chaim. Trilha Sonora: Sérgio Soffiatti. Projeção e conteúdo digital: Binho Dias e Veruska Almeida. Filmagem e conteúdo de vídeo: Osmar Zampieri. Fotógrafa: Clarissa Lambert. Cenotécnico: Diego Gonçalves. Operador de luz: Jimmy Wong. Produção: Núcleo Corpo Rastreado. Elenco: Carolina Verzolla, Flávio Coelho, João Bicalho, Júlia Lima, Shamara Bacelar e Valdir Zeller. Classificação: Livre. Duração: 60 min.

OFICINAS
Local: Sesc São Caetano
Rua Piauí, 554 - Santa Paula. São Caetano Do Sul/SP
Inscrições: Central de Atendimento do SESC São Caetano. Tel: (11) 4223-8800.
Público alvo: bailarinos, estudantes de artes cênicas e interessados em geral.

12 de maio. Sexta-feira, das 18h às 20h
Oficina: Danças Brasileiras para Educadores
Com: Instituto Brincante

Conteúdo: A oficina tem como objetivo trabalhar com ritmos diversos como coco, frevo, maracatu e cavalo marinho, além de exercícios relacionados à compreensão de seus universos simbólicos, origens e contextos. Classificação: 16 anos.

13 de maio. Sábado, embarque às 9h
Passeio: Passeios Dançados
Com: Projeto Co

Conteúdo: Um encontro, uma festa, um baile, um espaço de repouso. Tudo que pode acontecer numa praça é acionado pela manhã de visita proposta pela companhia Projeto Co. O Passeio das Praças é um roteiro de visitação da cidade de São Bernardo do Campo que atravessa sua rua principal, a Rua Marechal Deodoro, ocupando temporariamente as suas três importantes praças: Santa Filomena, a praça que já foi bosque, Matriz, o coração da cidade, e Lauro Gomes, a mais popular de todas. São os lugares que serão temporariamente povoados por histórias e danças que dialogam com a memória e os hábitos de quem vive e de quem passa diariamente por estes espaços. Classificação: Livre

13 de maio. Sábado, às 12h30
Bate-papo: Processo de Passeios Dançados
Com: Projeto Co

Conteúdo: Os Passeios Dançados são uma série de visitas guiadas pela Rua Marechal Deodoro convidando a todos interessados pela memória e o cotidiano do lugar a explorá-lo sensorialmente. Neste encontro, as artistas falam sobre a relação com o público e o espaço urbano, bem como sobre a pesquisa que embasa a proposta. Classificação: Livre.

13 de maio. Sábado, das 14h às 17h
Oficina: Criação Coreográfica
Com: Alex Soares

Conteúdo: O curso de Alex Soares, diretor e coreógrafo do Projeto Mov_ola, reúne desafios em multicamadas de tarefas. Numa misto de improviso guiado, reconhecimento corporal/instintivo e fundamentos das técnicas clássica e moderna ficamos mais cientes da ligação entre esforço e prazer, da distância entre as partes de nosso corpo, do atrito entre músculos e ossos, sentimos o peso das partes do nosso corpo e como a nossa forma não é moldada pela gravidade. Pelas sensações alcançadas a partir de imagens pessoais e cotidianas, buscamos estados corporais mais contrastantes. Estamos cientes das pessoas na sala e percebemos que não estamos no centro de tudo. Tornamo-nos mais conscientes de nosso corpo uma vez que nunca olhamos para nós mesmos em um espelho, não há espelhos. Exploramos um movimento multidimensional, apreciamos a sensação de ardor em nossos músculos, estamos conscientes do nosso poder explosivo. Mudamos nossos hábitos de movimento porque encontramos novos - que pode ser calmo e ao mesmo tempo alerta. O trabalho melhora o movimento instintivo e conecta movimento consciente e inconsciente, permitindo uma experiência de liberdade e prazer de forma simples, em um espaço agradável, onde cada um está consigo mesmo e com os outros. Classificação: 16 anos.

OFICINAS
Local: Fundação das Artes de São Caetano do Sul
Rua Visconde de Inhaúma, 730 - Osvaldo Cruz. São Caetano Do Sul
Inscrições: abcdanca@apbd.org.br ou no local.
Público alvo: bailarinos, estudantes de artes cênicas e interessados em geral.

17 de maio. Quarta-feira, das 14h às 16h
Oficina: Dançar a Literatura: Oficina para Crianças
Com: Larissa Pretti

Conteúdo: Você gosta de histórias? Já tentou dançá-las? Venha experimentar as imagens do livro Onda, de Suzy Lee, no corpo! Dançar a dança das águas, a dança da onda, a dança do mar, como entrar no mar e voar sobre o mar. Dançar aumentando e diminuindo o corpo, espirrar água de mentirinha, dançar o mar calmo e o agitado! Classificação: Livre.

17 de maio. Quarta-feira, das 16h às 18h
Oficina: Chula de Palhaços
Com: Dual Cena Contemporânea - Ivan Bernardelli

Conteúdo: A oficina aborda a chula de palhaços, manifestação tradicional brasileira presente nas folias de Reis, que tem como tônica mestra uma dança acrobática e enérgica com base na improvisação e em complexas variações espaciais. Classificação: 12 anos.

Cidade: SÃO PAULO

MOSTRA IVONICE SATIE
Local: Centro Cultural São Paulo
Rua Vergueiro, 1000 – Paraiso. São Paulo/SP

26 de maio. Sexta-feira, às 19h
Sala Adoniram Barbosa

Espetáculo: Marcas de Passagem
Grupo: Núcleo Bambu

Sinopse: Este trabalho faz parte dos estudos cênicos desenvolvidos pelo Núcleo Bambu, a partir do impulso de investigar o corpo dentro dos processos de criação em teatro-dança. André Gide afirmou, certa vez, que “a arte nasce quando viver não é suficiente para exprimir a vida", é a partir disso que surge Marcas de Passagem, resignificando em movimento as cicatrizes do corpo e da alma.

Ficha técnica: Direção: Marília Costa. Intérpretes criadores: Marília Costa e Renan Splandiun. Cenografia e figurino: Ana Griz. Sonoplastia: Paulo Oliveira. Elenco: Marília Costa e Renan Splandiun. Classificação: Livre. Duração: 12 min.

Espetáculo: No Tempo com Tempo
Grupo: - Associação Passo a Passo

Sinopse: Bejart - Dança sem a formalidade, livre mais sem romper a estrutura clássica. Nijinski – Considerado o Deus da dança do ballet, foi da paixão a loucura. Isadora – Na segunda metade do século 19, revolucionou toda a dança, provocando imensa renovação, a dança mais livre e ligada à vida real. Pina – Suas coreografias são baseadas em experiências de vida. A Interação entre o masculino e o feminino.

Ficha técnica: Direção: Luiza Gentile. Intérpretes criadores: Paula Sanchez, Luiza Gentile e Renan Splandiun. Figurino: Adorinda Gonzalez. Iluminação: Élcio Nascimento e Luiza Gentile. Sonoplastia: Elcio Nascimento. Elenco: Joice Amorim, Paula Sanchez e Renan Splandiun. Classificação: Livre. Duração: 12 min.

Espetáculo: Conectados
Grupo: Favela’s Funkers (Black White Crew)

Sinopse: Conectados, o digital se torna o real, a vida não se baseia apenas em celulares e dependências tecnológicas.

Ficha técnica: Direção: Jonatas Andrade. Coreografia: Jonatas Andrade e Jorge Luiz. Figurino: Favela’s Funkers. Sonoplastia: Jonatas Andrade. Classificação: Livre. Duração: 16 min.

Espetáculo: Êxodo
Grupo: Dias e Cia

Sinopse: Qual a jornada que percorremos dia após dia? Aonde chegaremos? Anseios, curiosidades e tantas questões pessoais nos levam por caminhos múltiplos. Possibilidades, encontros e escolhas vão surgindo no caminhar, pedras no caminho e a forma como as contornamos, superamos ou fracassamos também. Êxodos são constantes e nos mantêm no caminho de busca, para nos perdermos e nos acharmos sempre que necessário. Pois no fim,é esta jornada que transforma, constrói e revela aquilo que realmente somos e seremos.

Ficha técnica: Direção: Edgar Dias. Coreografia: Edgar Dias. Cenografia: Telma Dias. Figurino: Walter Rodrigues. Iluminação: Alexandre Zullu. Sonoplastia: Arthur Vellado. Elenco: Andre Matos, Diogo Carvalho, Maria Alina Corsi, Camila Freitas, Israel Plinio, Josie Berezin e Livio Lima. Classificação: Livre. Duração: 12 min.

27 e 28 de maio. Sábado (às 21h) e domingo (às 20h)
Sala Jardel Filho
(Programa duplo)

Espetáculos: Gaksi e Tail Language
Grupo: Art Project BORA (Seul / Coreia do Sul - convidado)

Sinopse / Gaksi: Espetáculo inspirado na manhwa (história em quadrinhos coreana), Bridal Mask (A Máscara da Noiva). Uma história que revela o lado satírico da noiva e seus conflitos internos por ser uma esposa na Coréia contemporânea. O solo coreográfico é baseado na tentativa de mascarar as complexidades que envolvem um casamento de maneira satírica. O espetáculo utiliza de materiais culturais da Coréia (como máscaras e leques), além de músicas para criar uma concepção moderna. Ficha técnica: Direção, coreografia e interpretação: Bora Kim, Produção: Mijin Lee. Produção executiva: Younha Ma. Iluminação: Seun Gho Lee. Classificação: Livre. Duração: 20 min.

Sinopse / Tail Language: É uma sátira à hipocrisia cultural e uma análise sobre os erros da linguagem humana por movimentos que são motivados pelo simbólico sistema de linguagem de rabo e por gestos de animais, dados pela imaginação. O objetivo é a quebra da linguagem corporal pelo processo de desmantelar e recombinar os movimentos estruturais e semióticos como linhas e planos, ou inserções de linhas e formas. A emoção do egotismo definitivo, um reforço deliberado nas fronteiras de contato, é inconstante em conversas e depende do relacionamento ou da análise da língua nos momentos. Este é o processo que revela a linguagem corporal de modo mais lúcido e primitivo do que textos e palavras. Uma pequena tentativa, importante para o descobrimento da “verdade” em oposição aos diálogos sociais subentendidos pela hipocrisia e a superficialidade do intelectualismo.  Ficha técnica:
Direção e coreografia: Bora Kim. Interpretação: Bora Kim, Sangmi Park, Juryung Jung, Hyew On Jo, So Young Choi, Hyeji  Lee, S Unji Yoon, Yura  P Ark, Seongryong  Kang e Junhwan Her. Produção: Mijin Le E. Produção executiva: Younha Ma. Iluminação: Seun Gho Le E. Classificação: Livre. Duração: 40 min.
Silvia Machado
Luiza Folegatti

Fonte:VERBENA COMUNICAÇÃO