Cultura

Home/ Notícias Online/ Cultura/ A Janela de Plínio

A Janela de Plínio

Publicada em : 17/04/2017

Espetáculo estreia no Teatro Stúdio Heleny Guariba

Divulgação
O Texto aqui utilizado originou-se da pesquisa daquilo que diariamente nos perturba, ao ponto de muitas vezes nos anestesiar socialmente, nos levando a aceitar a agressão como cotidiana, como normal.

Aqui focaremos duas frontes. A violência da sociedade contra o indivíduo: suas imposições, suas expectativas e padrões de comportamento. Da outra vemos a violência do indivíduo contra ele mesmo: a correspondência de expectativas, a auto-sabotagem, o ciúme, a inveja, o desejo retraído e a necessidade de auto-destruição.

Plínio nada mais é do que um jovem como muitos de nosso tempo: isolado em um mundo comunicativo, não possui necessidade de se relacionar com outras pessoas, apenas deseja manter a situação atual. Sua irmã, Marcela, para se tornar livre do compromisso de cuidar do irmão, o convence da necessidade de arranjar um casamento, se adequando assim à formatação social na qual o homem deve se casar com alguém que o sirva. A partir daí a realidade começa a ser alterada de modo que não sabemos mais quais personagens realmente existem e quais fazem parte do imaginário de Plínio.

A Janela de Plínio
Teatro Stúdio Heleny Guariba
Praça Franklin Roosevelt, 184 - Tel: 3259-6940
Censura: 16 anos
Estreia em: 06 de Maio até 24 de Junho
Sábado: 23h
Duração: 55 minutos.
Valor R$ 30,00 (Inteira) e R$ 15,00 (Meia)

Fonte:Marcelo Cabral