Culinária

Home/ Notícias Online/ Culinária/ Chocolate entra de vez na alta...

Chocolate entra de vez na alta gastronomia

Publicada em : 10/07/2014

ABICAB faz parceria com o premiado chef Jefferson Rueda, que criou pratos salgados e doces à base do alimento e revela os segredos de suas receitas


O desafio foi lançado e o premiado chef de cozinha do restaurante Attimo, de São Paulo (SP), Jefferson Rueda, em parceria com a ABICAB - Associação Brasileira da Indústria de Chocolates, Cacau, Amendoim, Balas e Derivados – criou cinco receitas inéditas à base de chocolate, salgadas e doces, para mostrar que o alimento também pode ser degustado de formas inovadoras na alta gastronomia. O chocolate, que já é um dos alimentos de preferência nacional, tem maior potencial ao ser reconhecido por suas possibilidades de combinações em receitas, além de trazer diversos benefícios à saúde.

“Estou muito feliz com a parceria, pois o chocolate é uma paixão nacional e foi um desafio incluir este alimento de um modo inovador no menu, já que a tradição é degustá-lo apenas como sobremesa ou guloseima”, afirma Jefferson Rueda, que já levou os prêmios de chef do Ano 2013 ‘Melhores do Ano Prazeres da Mesa/Tramontina’, da revista Prazeres da Mesa, ‘Melhor Novo Restaurante’ pelo Guia da Folha, em 2013, e ‘Melhor Prato de Ave’ pelo Prêmio Paladar, em 2012.

De acordo com a dra. Vanderlí Marchiori, nutricionista da ABICAB, o chocolate oferece vários benefícios à saúde, como aumentar a retenção de informações e aprendizado. “Ele também é reconhecido por sua capacidade de baixar os níveis de colesterol ruim (LDL) do sangue e melhorar o colesterol bom (HDL) e por reforçar a disposição”, conta.

“Unir a gastronomia brasileira a um dos alimentos mais saborosos e que possui preferência nacional, só poderia resultar em um menu surpreendente e delicioso. O chocolate deixa agora de ser somente uma guloseima e entra para o mundo gastronômico com receitas criadas pelo chef Jefferson Rueda”, diz Ubiracy Fonseca, vice-presidente de Chocolates da ABICAB.

Fonte:Perspectiva Comunicação