Culinária

Home/ Notícias Online/ Culinária/ Festa junina exige cuidado com...

Festa junina exige cuidado com alimentação

Publicada em : 28/05/2013

Saiba como evitar a intoxicação alimentar com dicas do Dr. Bactéria


Milho-verde, cachorro quente, churrasquinho, canjica, pé-de-moleque e paçoca são algumas das delícias típicas das festas juninas. Mas antes de se render a tantas tentações, é preciso tomar uma série de cuidados para evitar problemas de saúde. O alerta é do biomédico Roberto Martins Figueiredo, o popular Dr. Bactéria. “Quando os alimentos não são preparados ou armazenados de maneira correta, bactérias e outros microorganismos se proliferam, podendo provocar infecções intestinais ou intoxicações”, diz o especialista.

O importante é ter em mente que, com alguns cuidados simples, é possível evitar esses problemas. A começar pelos doces. Canjica e arroz doce, por exemplo, devem ser servidos bem quentes, acima de 60º C. “Se não estiverem na temperatura recomendada, não tenha vergonha e peça para colocar no fogo de novo”, afirma Dr. Bactéria.

Regra semelhante vale para milho-verde e pinhão, que devem ser mantidos em água quente, também acima de 60º C. Antes de serem servidos, esses alimentos precisam ser aquecidos em água fervente a no mínimo 80º C. O armazenamento deve ser feito em caixa térmica, por no máximo duas horas.

Na barraca de churrasquinho, só coma espetinho preparado na hora e se a carne estiver bem passada. Outro foco de contaminação é o prato de farofa, já que quem compra o espetinho passa a carne na farofa, morde e depois passa de novo.  “No fim, essa farinha está cheia de saliva e vira um caldo de reprodução de bactérias. Para evitar a contaminação, passe a farofa apenas uma vez na farofa ou peça para que ela seja acondicionada em um recipiente parecido com o de mostarda ou catchup”, enfatiza o biomédico.

Em se tratando de cachorro-quente, a dica é verificar se a salsicha está refrigerada até ser colocada em água fervente. Evite comer salsicha in natura, crua ou maionese caseira. Até mesmo pé-de-moleque e paçoca podem trazer risco à saúde. Os consumidores devem atentar para a embalagem, observando as informações do rótulo, como o prazo de validade.

Já o bolo de fubá, a pipoca e o quentão dificilmente causam problemas e podem ser consumidos sem culpa.

Fonte:Texto Sênior Comunicação