Culinária

Home/ Culinária/ Outros/ Biscoitinhos de Cascas de Limã...
ou
ok

Biscoitinhos de Cascas de Limão

Publicada em: 31/12/1969

Ingredientes

uma colher de sopa de cascas de limão em pedacinhos; duas colheres de chá de fermento em pó; meia colher de chá de sal; quatro xícaras de chá de farinha de trigo; uma xícara de chá de açúcar; 200 gramas de margarina; e um ovo.

Modo de Preparo

Pré-preparo: higienize o limão com hipoclorito de sódio, seguindo as instruções do rótulo, e esprema. Separe os ingredientes em refratários de acordo com a quantidade específica.

Modo de preparo: bata bem a margarina com o açúcar, junte o ovo e as cascas, batendo todos os outros ingredientes. Achate a massa com um rolo de macarrão e modele os biscoitinhos com um copo. Asse em forno moderado (200ºC) até dourar levemente.

Observações
Com a chegada das férias de julho, os pais se veem às voltas com uma equação difícil de resolver: crianças cheias de energia para gastar versus falta de tempo e de fôlego para entreter os filhos. Os pais têm, ao longo do mês, a clara sensação de que sobram horas e faltam ideias capazes de prender a atenção dos pequenos furacões. Mas, a resposta pode ser mais simples do que supomos. Em linhas gerais, vale a pena investir em atividades em família – não apenas para estreitar os laços como para disseminar valores familiares importantes que serão levados ao longo da vida. A minha sugestão é organizar uma sessão gastronômica, ou seja, programar uma atividade na qual a criança possa se sentir um chef de verdade. Para os pais, passar um tempo com os filhos, preparando a refeição, pode ser muito divertido; é o que podemos chamar de tempo de qualidade. Além disso, com criatividade e imaginação, qualquer pessoa pode criar receitas fáceis e saborosas para reunir a família na cozinha. Por se tratar de uma atividade lúdica, a culinária desenvolve sociabilidade e autonomia – além de ser uma boa oportunidade para a garotada tomar gosto pela alimentação saudável. Com “a mão na massa”, a criança passa a conhecer diferentes texturas, aromas e sabores; descobre os alimentos na forma original. Estas experiências são extremamente valiosas e transformam a cozinha em um ambiente educativo que estimula a alimentação consciente. Para isso, os pais podem criar e preparar com as crianças receitas nutritivas, saborosas e divertidas, utilizando partes dos alimentos que normalmente são descartadas: cascas, folhas, talos e sementes. Em alguns casos encontramos, inclusive, maior concentração de nutrientes nestas partes do que em outras que costumamos utilizar. De quebra, há o aprendizado representado pela identificação de todas as partes do alimento e o cultivo de hábitos saudáveis. Considerando a importância da alimentação saudável – associada ao aprendizado como um passatempo durante as férias –, e buscando ampliar a consciência social, a ONG Banco de Alimentos elaborou algumas receitas fáceis e saborosas para divertir pais e filhos durante as férias, sem fazer muita bagunça. Essas receitas fazem um enorme sucesso entre os alunos dos cursos de culinária consciente ministrados pelos profissionais da ONG para o público infantil. Mas atenção! Ressalto que para manter a segurança na cozinha é fundamental adotar medidas básicas. Crianças com até oito anos não devem manusear facas e garfos; aliás, elas devem se manter longe do fogo porque ainda não têm noção do perigo. Mesmo depois desta idade, é importante não descuidar: a supervisão dos pais é muito importante para prevenir acidentes. Com todas as precauções em dia, mãos à obra! O primeiro passo é ensinar algumas tarefas básicas à criança como, por exemplo, misturar os ingredientes, modelar biscoitinhos, acrescentar açúcar, lavar vegetais e frutas – atividades que despertam o interesse infantil. A criança se sentirá orgulhosa por ter participado da confecção da receita, o que será um bom estímulo para que prove o alimento depois de pronto. Seja paciente e não esqueça de elogiar os progressos da criança!<br><br>

Rendimento aproximado

120 porções<br><br>

Créditos

Aline Rissatto Teixeira, nutricionista e gastróloga da ONG Banco de Alimentos